sexta-feira, 20 de outubro de 2017

Helicópteros foram fundamentais no socorro das crianças, vítimas de ataque em creche de Janaúba

Helicópteros foram fundamentais no socorro das crianças, vítimas de ataque em creche de Janaúba
Minas Gerais – No dia 05/10 uma equipe da 3ª BRAvE do Comando de Aviação de Estado de Minas Gerais participou do regaste de vítimas de uma das maiores tragédias do país, com mais de 50 vítimas, sendo em sua maioria crianças de 4 a 6 anos de idade. Um funcionário de uma creche infantil ateou fogo em uma sala de aula repleta de crianças, provocando um incêndio que culminou com a morte de 09 crianças, 02 adultos e mais de 30 feridos.
Helicópteros foram fundamentais no socorro das crianças, vítimas de ataque em creche de Janaúba
Helicópteros foram fundamentais no socorro das crianças, vítimas de ataque em creche de Janaúba
A tragédia ocorreu em Janaúba, região norte de Minas Gerais, e a guarnição da 3ª BRAvE , comandada pela Maj PM Renata, foi a primeira equipe aérea a chegar no local. A equipe realizou vários voos com a agilidade e segurança necessárias para salvar a vida das crianças que estavam em pior estado.
Ao todo foram transportadas pela PM 03 crianças em estado grave, para o Hospital de Montes Claros e realizado diversos traslados de medicamentos e suprimentos para os hospitais da cidade.
Helicópteros foram fundamentais no socorro das crianças, vítimas de ataque em creche de Janaúba
Helicópteros foram fundamentais no socorro das crianças, vítimas de ataque em creche de Janaúba
Também ajudaram no socorro das vítimas duas aeronaves do Batalhão de Operações Aéreas do Corpo de Bombeiros e aeronaves civis voluntárias e contratadas. Realizaram o resgate de vítimas e transporte de medicamentos e materiais. Ao todo 08 crianças foram transportadas pelos helicópteros para o Hospital em Montes Claros e mais 08 para o Hospital João XXIII em Belo Horizonte.
“Foi um ocorrência que gerou muita comoção de toda a tropa e população e demonstrou o profissionalismo e dedicação de todos envolvidos, que apesar do desfecho trágico, mais uma vez reforçou a necessidade e importância do recurso aéreo em ocorrências de alta complexidade”, disse a Maj PM Renata da 3ª BRAvE.
Helicópteros foram fundamentais no socorro das crianças, vítimas de ataque em creche de Janaúba
Helicópteros foram fundamentais no socorro das crianças, vítimas de ataque em creche de Janaúba.
https://www.pilotopolicial.com.br/helicopteros-foram-fundamentais-no-socorro-das-criancas-vitimas-de-ataque-em-creche-de-janauba/


Equipe que atendeu vítimas de incêndio na Boate Kiss visita médicos em Janaúba


Parentes das vítimas da queda do avião da Chapecoense também apoiam a prefeitura após incêndio em creche matar 11 pessoas



No dia em que as crianças matriculadas do Centro Municipal de Educação Infantil (Cemei) Gente Inocente de Janaúba, Norte de Minas, voltaram às aulas, um ensinamento de quem passou por situação semelhante ajuda a amenizar a dor e o sofrimento das vítimas e familiares da tragédia, ocorrida no último dia 5. A fim de facilitar a recuperação dos feridos no ataque da creche, médicos da cidade receberam nesta semana uma equipe de especialistas que atuaram no atendimento às vítimas do incêndio da boate Kiss, ocorrido em 27 de janeiro de 2013 em Santa Maria, no Rio Grande do Sul. A equipe da Prefeitura de Janaúba também recebe o apoio da associação de parentes das vítimas da tragédia da queda do avião do time da Chapecoense, que aconteceu no final de novembro do ano passado. 
Estiveram em Janaúba nesta semana seis profissionais, incluindo enfermeiros, médicos e um fisioterapeuta, do Centro Integrado de Atendimento às Vitimas de Acidentes (Ciava), criado em Santa Maria para a assistência às vítimas do incêndio na boate Kiss, que provocou 242 mortes e deixou 680 feridos, a segunda maior tragédia em um incêndio no Brasil – superado apenas pela tragédia do Gran Circus Norte-Americano, ocorrido em 1961, em Niterói, que resultou em 503 mortes. Entre segunda-feira e a manhã de quarta-feira, eles passaram informações sobre como devem ser os procedimentos para a recuperação das lesões de queimaduras e também o atendimento psicológico e psiquiátrico às mães e pais das crianças mortas nas tragédias e outras vítimas do triste acontecimento. 

“A experiência trazida pela equipe de Santa Maria foi norteadora para nosso trabalho no atendimento às vítimas, pois estávamos um pouco sem noção do que realmente fazer diante de uma situação”, afirma a secretária municipal de Saúde de Janaúba, Cecilia Moreira Freitas. 

A equipe multidisciplinar da cidade gaúcha foi acompanhada pela gerente de Atenção à Saúde de Santa Maria, Soeli Terezinha Guerra, e pelo subsecretário de Política de Ações em Saúde do Rio Grande do Sul, Homero Sousa Filho. Uma equipe da Gerência Regional de Saúde (GRS) de Montes Claros também contribui nas ações. 

Como o tratamento dos sobreviventes é demorado e doloroso, a qualificação dos profissionais de Janaúba é de suma importância. “No ato da tragédia – e até então – todo mundo esteve envolvido no atendimento emergencial (às vítimas). A partir de agora, vamos partir para o planejamento do atendimento a longo prazo”, afirmou Cecilia Freitas. Ela lembrou que a recuperação das vítimas do incêndio podem durar meses ou até anos. 

A secretária municipal de Saúde salientou também que, além das crianças e funcionários da creche que tiveram lesões provocadas pelo fogo, existem ainda as chamadas “vítimas indiretas”. Entre elas estão vizinhos da creche e um grupo de pedreiros que ajudaram no socorro das vítimas durante o incêndio e que inalaram fumaça tóxica. Essas pessoas terão que passar por avaliação médica e, alguns casos, também por acompanhamento psicológico. 

Cecilia Freitas disse que a equipe de Santa Maria repassou informações sobre protocolos de condutas médicas e todos os cuidados que devem ser adotados com crianças que tiveram lesões provocadas pelas queimaduras. “Uma preocupação no tratamento é ter cuidados para se evitar infecções. Fomos alertados, por exemplo, que uma professora que teve os braços queimados já estava tendo problema de limitação física. Por isso, ela terá fazer fisioterapia”, revelou. 

 
Trabalho de auxílio às vítimas
De Santa Catarina um apoio vem da Associação Brasileira de Vítimas do Acidente com a Chapecoense (Abravic), criada com o objetivo de defender os interesses e garantir o auxílio às vítimas da tragédia com o avião do time catarinense, ocorrido em 28 de novembro de 2016. A aeronave fretada da empresa boliviana LaMia caiu a 30 quilômetros do Aeroporto Internacional José María Córdova, nas proximidades de Medellín (Colômbia), deixando 71 mortos e seis sobreviventes. 

Foi o próprio presidente da entidade, Gabriel Santos Cordeiro de Andrade, que logo após o ataque da creche procurou o prefeito de Janaúba, Carlos Isaildon Mendes (PSDB), e visitou parentes das vítimas internadas em Montes Claros. Andrade revela que orientou o prefeito qual a maneira deveria agir, principalmente, nos primeiros momentos após o ataque. “É muito importante a ação nos primeiros dias após o acontecimento, quando as pessoas ficam comovidas e prestam solidariedade, cobrar ações que tenham efeito a médio e longo prazo – e não apenas emergenciais”, afirmou. 

Ele lembrou que, depois desse “momento de comoção”, a tendência é que a maioria das pessoas não atingidas ou que vivem longe da região venham “esquecer” a tragédia. “Mas as famílias vão precisar de muito apoio após as vítimas deixarem o hospital e retornarem para suas casas. Da mesma forma, aqueles pais que perderam os filhos também precisam de amparo e da assistência psicológica”, disse Gabriel de Andrade. 

O presidente da Abravic disse que também orientou o prefeito de Janaúba a criar um comitê gestor de crise, mas esclareceu que a entidade não entrará na discussão sobre o pagamento de indenização. “Nosso objetivo é apenas garantir o apoio e assistência social às famílias”, assinalou. A Prefeitura de Janaúba anunciou que, junto com o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), vai propor um acordo extrajudicial com as famílias e evitar as demandas judiciais para o pagamento das indenizações.

(Fonte: Estado de Minas)
postado em 20/10/2017

quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Carta aberta do Psiquiatra, pensador e escritor Augusto Cury à sociedade, à educação em particular e à escola onde ocorreu a tragédia em Janaúba:

A imagem pode conter: texto
Carta aberta do Psiquiatra, pensador e escritor Augusto Cury à sociedade, à educação em particular e à escola onde ocorreu a tragédia em Janaúba:
“Um homem emocionalmente asfixiado, insensível e paranoico chega em uma creche com um galão de combustível nas mãos e um isqueiro. É a aproximação do inferno emocional em sua forma mais inumana. E quem se interpõe doando a própria vida para salvar as crianças? Uma professora, uma heroína anônima! Uma educadora que experimentou dores inenarráveis para salvar a vida de muitos pequeninos. Mas ela já fazia isso todos os dias antes da tragédia, dava sua vida pelos meninos, filhos dos outros, quando os ensinava a pensar! Para ela, a decisão de lutar com o assassino não foi difícil: a decisão já tinha sido tomada muitos anos antes, quando ela escolheu dar o melhor de si para formar seres humanos melhores, para dar esperança às crianças deste país que valorizam tão pouco seus mestres e seus alunos! Deveríamos aplaudir menos as celebridades e líderes e ovacionar muito mais os professores e professoras que pensam bem mais nos seus alunos do que no salário e nas condições estressantes de seu trabalho. Uma tarefa dificílima e de alto risco! Pois como debato no livro “O Homem Mais Feliz da História” a era digital transformou-se na era da ansiedade e ser mestre é ser um cozinheiro do conhecimento que prepara o alimento para uma plateia que tem pouquíssimo apetite! Muitos professores adoecem para que seus alunos tenham saúde emocional, adiam seus sonhos para que eles possam sonhar! Quem merece os prêmios Nobel, Oscar e Grammy? São os educadores! Muitos amam o que fazem até as últimas consequências! Mas passam imperceptíveis nessa sociedade onde um celular chama muito mais a atenção do que um mestre formado em décadas! Um computador jamais sentirá medos, solidão, angústias, dúvidas, por isso os educadores são insubstituíveis, somente eles poderão ensinar a viver!
Quanto tempo mais esses heróis e heroínas anônimos serão desprezados nesta falsa sociedade moderna? Quanto tempo mais esses governantes inescrupulosos vão se contentar em fazer discursos vazios no Dia do Professor? Até quando também pais insensíveis, em defesa de seus filhos sem limites, agitados e pouquíssimo empáticos desprezarão o trabalho e a autoridade dos professores? Quando esta nação vai acordar para a importância e para o sofrimento diário desses profissionais? É vital equipá-los socioemocionalmente, é fundamental ter uma educação menos conteudista, racionalista, que somente prepara os alunos para as provas, mas não para serem atores sociais, gestores de sua emoção, empreendedores e líderes de si mesmos! Pobre país que pensa que seu futuro está em máquinas e no capital e despreza seus alunos e seus mestres! Pobre país que não enxerga o assassinato coletivo da infância das crianças: elas têm tempo para tudo, menos para brincar, se reinventar e ter prazer de aprender! Não é sem razão que está havendo uma epidemia de transtornos ansiosos e suicídios! Pobre país em que uma professora precisa ser queimada viva para ser lembrada que era uma estrela no teatro social!
Pobre nação que não entende que quanto pior a qualidade da educação, mais importante será o papel da psiquiatria e da justiça! Ah, se acordássemos!!! Se investíssemos mais na educação e nos educadores veríamos fascinados que muitos de nossos presídios se tornariam museus e muitos hospitais psiquiátricos se converteriam em conservatórios musicais!
O Mundo está em chamas, e o Brasil está doente! ”
Augusto Cury

JANAÚBA MG. PM PRENDE HOMEM QUE AMEAÇAVA COLOCAR FOGO EM CRECHE NO DISTRITO DE QUEM QUEM, EM JANAÚBA


Tentativa ocorreu duas semanas após o vigia incendiar creche Gente Inocente que causou 11 mortes e várias crianças, professoras e funcionárias queimadas

JANAÚBA (por Oliveira Júnior) – Um homem foi preso na tarde desta quinta-feira, dia 19 de outubro, na zona rural de Janaúba sob acusação de ameaça em incendiar uma creche municipal no distrito de Quem Quem. Diante do gesto ameaçador desse homem, o 51º Batalhão da Polícia Militar de Janaúba enviou equipes ao distrito que fica distante em torno de 40 quilômetros desta cidade.
Três equipes militares seguiram para o distrito com acesso pela rodovia BR-122, sentido para Montes Claros, e depois por uma estrada vicinal de 10 quilômetros. Foram ao Quem Quem a equipe da Patrulha Militar Rural, a Patrulha Escolar e o Tático Móvel, e ainda com apoio da equipe da PM do distrito de Caçarema, município de Capitão Enéas, que fica distante menos de cinco quilômetros do Quem Quem.
Os policiais militares localizaram e prenderam o homem que ameaçava colocar fogo na creche municipal do distrito de Quem Quem. O nome dele não foi divulgado. Ainda nessa ação de repreensão ao crime contra o patrimônio e contra a vida, a PM prendeu mais dois homens sob acusação de porte de arma (revólver), munições, entorpecentes, duas motocicletas adulteradas e também pelo fato de que um era considerado foragido da justiça.
A Polícia Militar não informou a motivação da ameaçava do homem em atear fogo na creche municipal do distrito de Quem Quem, município de Janaúba, na tarde desta quinta-feira, dia 19 de outubro, justamente duas semanas depois do trágico incêndio na creche municipal Gente Inocente, bairro Rio Novo, em Janaúba, que causou a morte de 9 crianças, de uma professora e do vigia, causador da tragédia que ainda deixou várias crianças e professoras feridas, algumas das vítimas continuam hospitalizadas devido a queimadura no corpo.
https://www.facebook.com/MocAlertaNoticias/posts/816852681808847

http://oliveirajunior2.blogspot.com.br/2017/10/pm-prende-homem-que-ameacava-colocar.html

LISTA DA PROPINA EM MINAS CITA ELBE BRANDÃO, GIL PEREIRA E BERNARDO SANTANA

Resultado de imagem para dinheiro
Depois de divulgar áudios e documentos relacionados às delações da Odebrecht, no âmbito da Operação Lava Jato, a reportagem mapeou os nomes de 40 políticos mineiros citados pelos delatores. Eles foram apontados, principalmente, na planilha do delator Benedicto da Silva Junior, responsável pelo centro de distribuição de propina da construtora (Ouça a matéria com a lista completa no áudio acima).
Os nomes do governador Fernando Pimentel e dos senadores Aécio Neves e Antônio Augusto Anastasia, assim como do ex-prefeito Marcio Lacerda, já foram apontados como alvos das delações. Mas a lista é bem maior e diversificada, incluindo vereadores, ex-vereadores, deputados estaduais e federais.
Ao todo, juntos, de acordo com material entregue ao Ministério Público Federal, os mineiros receberam cerca de R$ 22 milhões como pagamento de Caixa 2, entre 2008 e 2014. Separadamente, os valores, que teriam sido repassados aos mineiros, vão até R$ 5 milhões.
Confira a lista dos políticos mineiros citados nas delações:
Aécio Neves 
O senador Aécio Neves, para o qual o ministro do STF Edson Fachin solicitou a abertura de cinco inquéritos, aparece na lista de Caixa 2 da Odebrecht, com o apelido “Mineirinho”, e como tendo recebido o montante de 5 milhões e 250 mil reais em 2010. Por meio da assessoria de imprensa, ele respondeu que os delatores não apresentam nenhuma prova ou documento que mostre qualquer ato ilícito da parte do senador. Segundo o texto, Aécio Neves não recebeu recursos de caixa 2. Ainda de acordo com a assessoria, na condição de dirigente partidário do PSDB, o senador pediu apoio da empresa a vários candidatos, mas sempre dentro da lei. 
Antônio Augusto Anastasia 
O também tucano senador Antônio Anastasia, tratado pelo codinome de “Dengo” na planilha, segundo o delator, teria recebido em 2010, 5 milhões e 475 mil reais. Em nota, a assessoria do político afirma que, mais uma vez, em toda a sua trajetória, Anastasia nunca tratou de qualquer assunto ilícito com ninguém.
Fernando Pimentel 
O governador de Minas Fernando Pimentel, tratado como “Do Reino” na planilha, aparece duas vezes. Segundo o delator, ele teria recebido 250 mil reais, em 2010, para defender privatizações e concessões. O advogado do petista, Eugênio Paccelli, respondeu que não há na planilha nada que aponte um único dado concreto a ser respondido. Segundo o defensor de Pimentel, por desconhecer a contabilidade dessa empresa, por não saber quando a tal planilha foi feita e por desconhecer se ela tem valor probatório, não é possível dar credibilidade a esse desenho.
Antônio Andrade
O peemedebista Antônio Andrade, presidente do partido em Minas e vice-governador do estado, é tratado na planilha pelo apelido de “Wanda” e seria destinatário de 275 mil reais, em 2010, na campanha para deputado federal. O retorno seria apresentar emendas e defender projetos de interesse da empreiteira. Em nota, o vice-governador afirmou que ‘não recebeu nenhum valor da Odebrecht e todas as doações e despesas daquela eleição foram devidamente declaradas à Justiça Eleitoral, e a prestação de contas, aprovada. O Diretório Estadual do PMDB/MG, presidido por mim, recebeu, naquele ano, doação da referida empresa, que também foi declarada ao TER'.
Márcio Lacerda 
O ex-prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda, do PSB, apelidado de “Poste” na lista, teria recebido 500 mil reais em 2012 e 500 mil em 2014. A assessoria de Lacerda destaca que nos depoimentos da delação não há nenhuma acusação de corrupção contra ele. Ainda segundo o texto, todos os recursos recebidos pela campanha foram oficialmente declarados, não houve Caixa 2 e em nenhuma obra da gestão de Marcio Lacerda houve qualquer tipo de contrapartida, propina ou troca de favores. 
Alberto Pinto Coelho
O ex-governador Alberto Pinto Coelho, do PP, apelidado de “Da Casa”, teria recebido 825 mil reais. Um dos propósitos seria o desenvolvimento de projetos de interesse da empreiteira. Por  meio da assessoria, ele informou que não irá comentar o assunto e que desconhece totalmente o teor da delação, bem como a motivação que originou tais menções improcedentes. Ainda segundo a assessoria, ele nunca foi e nem está citado judicialmente 
Fábio Ramalho
Citado como “Barrigudo”, o deputado federal Fábio Ramalho, do PMDB, aparece como tendo recebido 50 mil reais para apresentar projetos e emendas de interesse da empreiteira. Fábio garante que não recebeu nada da Odebrecht no ano de 2010.  Diz ainda que fatos narrados neste momento são frutos de confusão ou de má fé.
Dimas Fabiano Toledo Jr.
O deputado federal Dimas Toledo Fabiano Júnior, do PP, apelidado de “Filhinho” ou “Gordo”, é o recordista de valores. Na planilha ele aparece como destinatário de 3 milhões e 250 mil reais e aparece descrito como deputado da base de Aécio.  Em nota, ele respondeu que não recebeu e nem intermediou doações do Grupo Odebrecht para campanhas eleitorais suas ou de qualquer outro candidato. Ainda de acordo com ele, a citação ou tem o propósito de camuflar valores destinados a outros políticos ou encobrir desvios de recursos ocorridos na própria empresa. 
Domingos Sávio
Presidente estadual do PSDB e deputado federal, Domingos Sávio é citado nas delações da Odebrecht porque teria recebido 25 mil reais de contribuição ilegal. Em troca do dinheiro, o deputado, apelidado de “Sábado”, apresentaria emendas ou defenderia projetos do interesse da companhia. Em nota, Domingos Sávio afirmou que jamais teve contato com qualquer pessoa dessa empresa ou recebeu recursos não declarados da empreiteira.
Rodrigo de Castro 
Segundo a assessoria de imprensa do deputado federal tucano Rodrigo de Castro, apelidado de “Castor”, que também aparece na lista, apontado por ter recebido 250 mil reais para defender projetos da construtora e apresentar emendas favoráveis, o parlamentar quer ter primeiro acesso às delações e deve se posicionar ainda hoje.  
Mauro Lopes 
Mauro Lopes, deputado federal pelo PMDB, informou à reportagem da Itatiaia que recebeu a quantia de 25 mil reais da Odebrecht, em doação legal, e que o restante da campanha de 2014 foi financiado pelos próprios filhos empresários. Na planilha, ele é tratado pelo apelido de “Cintinho” e mencionado como receptor de 50 mil reais, disposto a apresentar emendas e defender interesses da empresa no parlamento.
Weliton Prado 
O Deputado Federal Weliton Prado, do PMB, irmão de Elismar Prado, recebeu na lista o nome de “Fragmentada” e teria sido destinatário, segundo a planilha, de 100 mil reais em 2010, também para possivelmente defender interesses da empresa. Por meio da assessoria de imprensa, ele respondeu que não está incluído em nenhuma lista de investigados do Ministério Público e do Supremo Tribunal Federal, e que os recursos recebidos em suas campanhas foram declarados e aprovados.  
Júlio Delgado 
Com o apelido de “Zagueiro”, o deputado federal Júlio Delgado, do PSB, esclarece que, em seus cinco mandatos na Câmara dos Deputados, jamais apresentou qualquer emenda,  projeto de lei, representação ou foi relator de proposta de interesse da Odebrecht. Na planilha, entregue ao Ministério Público, a empresa teria repassado 100 mil reais para ele. O deputado diz ainda que todas as doações de campanha foram contabilizadas na Justiça Federal.
Jaime Martins
Deputado federal pelo PSD, Jaime Martins é citado na planilha entregue ao MP com o codinome de “Asfalto”. Ele teria recebido 50 mil reais da empreiteira para defender projetos de interesse da companhia. O político lamenta a onda de denuncismo e repudia denúncias covardes.
Marcos Montes 
Líder do PSD na Câmara, o deputado federal Marcos Montes é mencionado nas delações como tendo sido beneficiado com 50 mil reais para favorecer a Odebrecht, por meio da apresentação de emendas ou da defesa de projetos do interesse da companhia. Marcos Montes é identificado na planilha entregue ao Ministério Público com o apelido de “Montanha”.  Em nota, o deputado informou que seu nome não está em nenhuma lista da Justiça ou do Ministério Público e que estão misturando doações legais com corrupção, e ainda, caixa 2 com corrupção.
Carlos Melles
Citado como o beneficiário de contribuição ilícita por parte da Odebrecht, o deputado federal pelo DEM Carlos Melles teria recebido 50 mil reais. Em troca, o deputado, apelidado de “Da Hora”, favoreceria a empresa com emendas ou propostas de projetos de interesse da companhia. Procurado pela Itatiaia, Carlos Melles garantiu que não foi citado em nenhuma delação e jamais recebeu qualquer doação irregular de campanha.
Luiz Fernando Faria 
O deputado federal Luiz Fernando Faria, do PP, tratado pelo codinome “Lima” na planilha, teria recebido 50 mil reais. Ele não atendeu às ligações e nem retornou as mensagens. 
Paulo Abi Ackel
Deputado federal pelo PSDB, Paulo Abi Ackel, identificado na planilha como “Diamante”, teria recebido 100 mil reais também para favorecer a Odebrecht, apresentando emendas ou defendendo projetos de interesse da companhia. Em nota, a assessoria do deputado diz que todas as doações de campanhas foram informadas em suas prestações de contas e aprovadas pelo TRE. O parlamentar também nega que tenha recebido doações de forma irregular e assegura que suas campanhas sempre foram feitas de acordo com a lei. 
Gustavo Valadares 
Apelidado de “Tio”, o deputado estadual Gustavo Valadares, do PSDB, teria recebido 50 mil reais da Odebrecht para atuar a favor da empresa por meio de emendas ou projetos.  O parlamentar informou à Itatiaia que, em 2014, recebeu da empresa duas parcelas: uma de 20 e outra de 80 mil reais, ambas em doações legais feitas pela empresa através do partido. O parlamentar disse também que nunca pediu nada à empresa e que não faz ideia do porque recebeu o apelido de “Tio”. 
Gustavo Correa 
O deputado estadual Gustavo Correa, do DEM, líder do Bloco da Minoria na Assembleia Legislativa, com o apelido de “Dentada” na lista entregue por um dos delatores ao Ministério Público, teria recebido 50 mil reais em 2010 para apresentar emendas e defender projetos da Odebrecht. Ele não se posicionou sobre o assunto. 
Arlete Magalhães
A Deputada Arlete Magalhães, do PV, tratada por “Navalha” na planilha, teria recebido 
75 mil reais, segundo delator, por pedido de apoio solicitado pelo irmão, o vereador Wellington Magalhães, do PMN. À reportagem da Itatiaia, ela respondeu que não foi citada judicialmente em nenhum inquérito e informou que não recebeu nenhuma doação da empresa citada. 
Elismar Prado
O deputado estadual Elismar Prado, do PDT, aparece na lista com o codinome “Jornalista” e teria sido o receptor de 100 mil reais em 2010, segundo o delator, apresentando disposição a propor emendas de interesse da Odebrecht. Em nota, ele afirma estar tranquilo, diz que a citação não faz o menor sentido, que não conhece o executivo e delator da Odebrecht Benedito Junior, e declara que sua prestação de contas foi devidamente apresentada e aprovada. 
Gil Pereira 
O deputado estadual Gil Pereira, do PP, apelidado de “Lagarto”, é apontado como o deputado estadual que mais teria recebido recursos em 2010, com a disposição de defender recursos da empresa. A soma dos valores dá a quantia de 250 mil reais. Por meio da assessoria de imprensa, ela afirmou que desconhece e repudia toda e qualquer ilação ou impropérios que envolvam sua conduta parlamentar.
Nilmário Miranda 
O secretário de direitos humanos do governo de Minas, Nilmário Miranda, aparece na planilha com o codinome “Metalúrgico”, como tento recebido 12 mil reais da empreiteira em 2010 na campanha para deputado federal. Segundo ele, isso é uma mentira descabida. O petista afirma que nunca recebeu nenhum centavo da empresa. Ainda segundo Nilmário, ele está discutindo com advogados a possibilidade de processar o delator.
Bruno Siqueira 
O “Sino” da lista, Bruno Siqueira, do PMDB, atual prefeito de Juiz de Fora, teria recebido 25 mil reais de contribuição ilegal. Ele afirma que todas as doações recebidas em campanha foram na forma exigida pela legislação. Bruno diz que a Odebrecht não possui nenhuma obra e projeto executado ou em andamento na cidade de Juiz de Fora.
José Fernando de Oliveira 
O peemedebista José Fernando de Oliveira, prefeito de Conceição do Mato Dentro, em 2010 foi candidato ao governo de Minas pelo PV. Ele é mencionado na lista como “Azeitona”, sendo o destinatário de 50 mil reais, que seriam pagos, em tese, com o desenvolvimento de projetos de infraestrutura de interesse da empreiteira.  O prefeito não foi localizado para falar do assunto. 
Wellington Magalhães 
Vereador e ex-presidente da Câmara Municipal de BH, Wellington Magalhães, do PTN, teria recebido R$ 155 mil para defesa dos interesses da empresa. O pagamento ao “Navalha” teria sido feito em 2012. Magalhães também é identificado com “Aço”. O Vereador garante desconhecer qualquer financiamento que envolva caixa 2. Ele acrescenta que todas as campanhas em que concorreu tiveram as contas apresentadas e aprovadas pela Justiça Eleitoral.
 
Eduardo Azeredo 
De acordo com a planilha da Odebrecht, o ex-governador de Minas pelo PSDB Eduardo Azeredo, apelidado de “Padrinho”, teria recebido 50 mil reais para apresentar emendas ou defender projetos do interesse da companhia. O ex-governador afirmou à reportagem da Itatiaia que a campanha dele recebeu doação da Odebrecht, mas dentro do que manda a lei. 
Carlin Moura
Informações da lista de delações da Odebrecht dão conta de que o ex-prefeito de Contagem, Carlin Moura, do PC do B, teria recebido 32 mil reais para saldar dívidas de campanha. Apelidado de “Barão”, ele ainda teria ganhado outros 25 mil reais para apoiar candidatos do PC do B. Carlin Moura alega que nunca esteve com ninguém da Odebrecht para tratar de financiamento de campanha, e que todas as doações da campanha de 2012 foram devidamente contabilizadas. 
Pimenta da Veiga 
Pimenta da Veiga, que foi candidato ao governo de Minas pelo PSDB em 2014, aparece na lista como “Gordo” e teria recebido três milhões de reais. À Itatiaia, ele informou que o relator da Lava Jato no STF, Edson Fachin, não acatou pedido do Ministério Público contra ele e que, portanto, ele não tem nada a declarar. 
Alexandre Silveira 
O delegado Alexandre Silveira, do PSD, ex-deputado federal e atual suplente de Antônio Anastásia no senado, é apontado na planilha pelo apelido de “Silo”, como receptor de 50 mil reais para apresentação de emendas e defesa de projetos de interesse da Odebrecht. Ele negou a acusação e lançou um desafio, pedindo aos delatores que provem que o que estão dizendo é verdade. Ainda de acordo com ele, a Odebrecht nunca prestou serviço para nenhum órgão na gestão dele, nem mesmo no DNIT. 
Juarez Amorim
Juarez Amorim, ex-presidente do PPS, tem dois apelidos na listagem: “Doutor” e “Segundo”. Ele teria recebido 300 mil reais da Odebrecht para apoio a candidatos. Em nota, Juarez se diz surpreso e nega qualquer envolvimento com a Odebrecht.  
João Bitar
Ex-deputado federal pelo DEM, João Bitar, identificado pelo apelido de “Triângulo”, teria ganhado 50 mil reais para favorecer a Odebrecht por meio de emendas ou projetos. O político não foi localizado para comentar as denúncias.
Bernardo Santana 
O ex-deputado federal Bernardo Santana, do PR, ex-secretário de Defesa Social de Minas Gerais, apelidado de “Igreja” na planilha, teria recebido, segundo o delator, 150 mil reais em 2010 para apresentar emendas e defender projetos de interesse da empresa. Até o momento, o parlamentar não retornou às ligações e nem às mensagens com pedido de resposta.
Elbe Brandão  
A ex-deputada Elbe Brandão, do PSDB, apelidada de “Fazendão”, que segundo a planilha de um dos delatores teria recebido 50 mil reais, também não se posicionou até o momento. 
Maria do Carmo Lara Rezende 
Ex-prefeita de Betim, a petista Maria do Carmo Lara Rezende, que estaria entre os mencionados, até então não retornou nosso contato. 
Célio Moreira 
O ex-deputado estadual tucano Célio Moreira, apelidado de “Francês”, teria recebido, em 2010, 100 mil reais para propor emendas favoráveis à empresa. Em nota, ele respondeu que repudia a citação.
Márcio Reinaldo
O ex-prefeito de Sete Lagoas Márcio Reinaldo, do PP, apelidado na lista de “Jogador”, e colocado como destinatário de 50 mil reais em troca de se dispor a defender interesses da empresa, tem negado as acusações. 
Tarcísio Caixeta 
O ex-vereador pelo PC do B Tarcísio Caixeta, hoje diretor da Prodabel, chamado de “Fósforo” na planilha das contribuições ilícitas, também diz desconhecer financiamento de campanha com caixa 2. Caixeta disse que o dinheiro recebido foi declarado à Justiça e, portanto, a doação foi legal.
Pablito
Ex-vereador pelo PSDB, Pablito, nega ter recebido recursos não declarados. Ele, que é chamado na lista de “Calvo”, garante que duas doações feitas por meio do partido no valor total de 100 mil reais estão declaradas e comprovadas na prestação de conta de campanha de 2014.
(Fonte: Itatiaia)
http://www.radioondanortefm.com.br/Noticia?id=95737&item=LISTA-DA-PROPINA-EM-MINAS-CITA-ELBE-BRANDAO,-GIL-PEREIRA-E-BERNARDO-SANTANA

Suspeito de estuprar menina de 12 anos é preso - Ubaí MG.



Divulgação/ Polícia Militar


Daniel Nunes Ferreira, de 29 anos, nesta quarta-feira (18), em Ubaí, suspeito de estuprar uma adolescente de 12 anos, no último dia 14, na Zona Rural da cidade. Ele estava foragido desde que cometeu o crime.
Segundo a PM, informações apontaram que o suspeito, temendo ser preso ou linchado pela população, estava tentando fugir. Uma operação policial foi realizada para encontrar o rapaz. 
Vários veículos foram abordados durante a operação. O suspeito foi encontrado na garupa de um mototáxi. 
O indivíduo foi preso e conduzido a delegacia de Plantão, em Januária.

http://webterra.com.br/noticia/13024/suspeito-de-estuprar-menina-de-12-anos-e-preso


Alunos de creche em Janaúba retornam as aulas



Foto: Prefeitura de Janauba


26 alunos da creche do Centro Municipal de Educação Infantil Gente Inocente, incendiada no último dia 5 deste mês, em Janaúba, retornaram às aulas nesta quinta-feira (19). Os estudantes foram direcionados para o prédio da Unidade de Atendimento Infantojuvenil do município onde terão as aulas até que a nova creche seja reconstruída.
Após, 15 dias da tragédia provocada pelo vigia Damião Soares dos Santos, de 50 anos, que ateou fogo na unidade e provocou a morte de nove crianças e dois adultos, sendo uma professora e ele mesmo, deixou ainda mais de 40 feridos. Segundo a secretária de Educação de Janaúba, Luzia Angélica de Fátima, o retorno das aulas já era um pedido da população.
“Alguns pais têm pedido a volta porque precisam trabalhar e não tem com quem deixar os filhos, mas eles nos pedem segurança, precisam confiar que nada vai acontecer. Esse novo espaço é bem seguro, foi vistoriado pelo Corpo de Bombeiros e está de acordo com a lei”, explica e completa que o intuito é que os mesmos professores continuem, para não gerar um impacto nos alunos.
Na terça-feira (17) e quarta-feira (18) o novo local das aulas foi apresentado aos funcionários da creche e aos pais dos alunos que ainda contam uma assistência psicológica e social. 
A expectativa é de que no início de 2018 a nova creche seja inaugurada. A certeza é que ela receberá o nome de Heley de Abreu Silva Batista, a professora que deu a vida para salvar as crianças. A nova instituição atenderá às normas de segurança e prevenção a incêndio, ao contrário da antiga construção, que não tinha alvará nem equipamento de proteção e combate ao fogo. Porém, o número de vagas será reduzido de 75 para 40, para se adequar às regras.

http://webterra.com.br/noticia/13023/alunos-de-creche-em-janauba-retornam-as-aulas